sábado, 10 de março de 2018

A ROBÓTICA EM SALA DE AULA A PARTIR DO USO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ELETRÔNICOS

A Secretaria de Estado da Educação e da Cultura do RN, por meio do Projeto de Inovação Pedagógica - PIP, tem promovido junto as escolas o desenvolvimento de propostas pedagógicas inovadoras e facilitadoras da aprendizagem dos alunos.     
Entender conceitos importantes da Física e da Matemática por meio da robótica utilizando resíduos sólidos eletrônico, foi uma das atividades do – PIP, desenvolvido pela Escola Estadual Paulo Pinheiro de Viveiros, Natal/RN; A escola ofereceu oficinas de robótica a partir do aproveitamento dos resíduos sólidos eletrônicos. Neste ano de 2018 a escola irá realizar a 2ª fase do projeto, agora utilizando kits especializados de robótica educacional adquiridos com recursos do PIP; criando assim, condições necessárias para que os alunos aprendam de modo ativo e interativo.
No ano de 2017, foi possível trabalhar conceitos de  velocidade e tempo realizando cálculos das duas disciplinas envolvidas, a partir da construção do protótipo de um carro .
Com o protótipo pronto, os alunos realizaram um percurso cujo tempo foi filmado e cronometrado com o uso da tecnologia na palma da mão, um celular. Depois, cada equipe de alunos realizou uma atividade que envolveu conteúdos das referidas disciplinas. Os dados sobre velocidade/tempo foram transformados em gráfico.

Além do protótipo do carro foi construído um braço hidráulico pelo professor Emerson e seus alunos nas aulas de programação, o que possibilitou trabalhar os conceitos articulando aulas teóricas com aulas práticas. O uso da robótica em sala de aula foi de fundamental importância para que os alunos apreendessem os conteúdos de forma significativa, envolvendo-se nas aulas e utilizando a criatividade para resolução de situações problemas do seu dia a dia. 



Escola Estadual Paulo Pinheiro de Viveiros, Natal/RN